GlobeNet expande sua rede submarina na Argentina

Primeira nova rota para fornecer conectividade direta da Argentina ao Brasil e aos Estados Unidos desde 2001.

Fort Lauderdale, FL. – 7 de maio de 2018 – A GlobeNet, fornecedora líder de infra-estrutura de telecomunicações nas Américas, anuncia a implantação de um novo cabo submarino de 2.500 km que ligará o Rio de Janeiro e São Paulo a Buenos Aires. Essa nova infraestrutura conectará a Argentina à rede GlobeNet no Brasil, ligando efetivamente o Cone Sul da América aos Estados Unidos e ao mundo. Com a infraestrutura já implantada nas Bermudas, no Brasil, na Colômbia, nos Estados Unidos e na Venezuela, a mais recente expansão da GlobeNet está destinada a atrair OTTs, provedores de nuvem e clientes de operadoras que buscam melhorar seu alcance em toda a região.
“Nosso cabo submarino, projetado para satisfazer demandas de baixa latência e alta capacidade, será uma nova rota para fornecer conectividade direta da Argentina ao Brasil e aos Estados Unidos”, afirma Eduardo Falzoni, CEO da GlobeNet. “Como resultado, indivíduos e empresas no Cone Sul poderão usufruir de capacidades inigualáveis ​​ao transmitir conteúdo, acessar serviços em nuvem e interconectar-se a datacenters em todo o mundo”.
A GlobeNet vem fazendo extensões e atualizações contínuas de sua infraestrutura de rede desde o início de seu sistema de cabo submarino de 23.500 km. A empresa anunciou recentemente um novo data center de nível IV em Barranquilla, Colômbia, bem como um novo ponto de interconexão central (IPX) para o Centro de Informação de Rede (NIC.br) no Internet Exchange Point em Fortaleza, Brasil, que hospeda as mais importantes infra-estruturas da Internet nacional nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.
O novo sistema de cabos submarinos usará a tecnologia mais recente e apresentará um design de última geração. Ele conectará a estação de cabos da GlobeNet no Rio de Janeiro a São Paulo via um ponto na Praia Grande, e para Buenos Aires via um ponto de em Las Toninas, uma cidade costeira a sudeste da capital argentina. O novo sistema de cabos estará pronto para o serviço no primeiro semestre de 2020.